Pesquisar Pesquisar.org


+Acessadas Categoria

Mensagens de Amizade

Agora é a hora

Gif da mensagem


Com tantas decepções no cotidiano, a impressão é de que estivemos hibernando e os nossos sonhos foram se tornando parte de uma memória fantasiosa, um remoto tempo de esperança em algo surpreendente.

Remando contra a maré das incertezas e da insegurança fomos nos educando a aceitar como sina toda sorte de desilusão que cruzou o nosso caminho e, assim, fomos nos convencendo de que sonhar e projetar nossos sonhos era perda de tempo.

De tempos em tempos, quando a angústia batia forte e trazia a companhia da frustração, nos permitíamos sonhar como forma de aplacar a tristeza de não ver a vida mudar .... Ah! Como tudo podia ser diferente...

Pois é: podia, não; pode. Tanto é verdade que de quando em quando somos arrebatados por aquela revolta e pela determinação de que alguma coisa precisa acontecer.

Sem dúvida nenhuma, felizmente não somos capazes de matar nossos sonhos. E graças a Deus por isso!

Para tudo há um tempo; para nascer, para morrer, mas não para sonhar e realizar os desejos do coração. Por isso, se você ainda está hibernando, conformado com o "destino", prepare-se: a hora é agora!

Se você não se cansou dessa situação e acredita que uns tem sorte, nasceram para ser felizes, ricos e saudáveis, enquanto outros, não, então você tem que se cansar é de você mesmo e todo esse repertório de “não posso, não consigo, não é pra mim” e etc... que você decorou.

O que você deseja e espera fortemente que aconteça virá do céu, sim, mas não trazido por um trenó, e sim pela sua própria natureza divina, que lhe dá suficiente certeza interior de que não nasceu para aplaudir a realização dos sonhos dos outros.

Essa história de que sonho não existe é coisa de gente que não conhece Deus nem de ouvir falar, e, por isso, se apega às próprias fraquezas para continuar andando para trás.

Ora, vamos e venhamos; de tudo que há sobre a terra podemos desfrutar, pois foi feito para que nós, enquanto aqui estivermos usufruindo de tudo, compreendamos e espelhemos a grandeza de nosso Criador.

Você já se perguntou onde foi que abandonou seus sonhos ou quando pensou em desistir deles? Talvez não, pois foi atropelado por uma série de teorias e tratados de sucesso que te fizeram se sentir ainda mais incapaz para lutar , acreditando que tais receitas são para privilegiados, mitos e pessoas especiais.

Cá entre nós, você acredita mesmo nisso? Eu, já próximo dos 50 anos, não! Nem poderia, uma vez que não consigo, de posse de minhas plenas faculdades mentais, aceitar que qualquer forma de sofrimento, infelicidade, doença e humilhação tenha feito parte do Plano de Deus para nossas vidas.

Há muito mais por trás deste mundinho que a corrupção quer nos descer goela abaixo, há muito mais em nós do que aquilo que " a ou b" quer ver ou pensa que sabe a nosso respeito.

Contudo, se é assim que parecemos aos olhos do próximo, de nossos familiares e amigos é porque também assim demonstramos a eles sob qual base está alicerçada a nossa vida.

Quem vive da opinião dos outros, experiências emprestadas, exemplos decadentes, autopiedade, negativismo e medo corre o risco de passar pela vida como o agricultor incauto que, ao semear olhando para o vento, perdeu de vista a suas sementes.

Não se permita virar o ano, passar mais 365 dias negando a si mesmo o direito pleno de ser feliz. Lute , confie , persevere e, sobretudo, aceite que tudo é possível ao que crê.

Autor da mensagem: Desconhecido

Se souberes o autor da mensagem, favor enviar email para:
Contato do Alternativa de Vida

A equipe do www.pesquisar.org agradece.

Contribuíção: Denise Carreira

Envie a um amigo
Envie a um(a) amigo(a)
Contribua com sua mensagem  Contribua com sua mensagem

Não foi possível ler dados do banco de dados.
Favor tentar mais tarde ou avisar ao administrador


Warning: pg_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/pesquisar/www/cms/db.php on line 209
Luz, Vida e Amor
Autor:   Francisco Campos de Carvalho
Copyright © 2004-2018 - W W W . P E S Q U I S A R . ORG - Todos os direitos reservados.